Sábado, 19 de Maio de 2007
Sobre estas pedras...
.
Caminhei errante
sobre calçadas,
desnudas de gente.
Escutei sobre o silêncio
de meu pensamento...
Este som que me aturdiu
de rompante.
.
 
Calara-se a noite
para me ouvir pensar
Abriram-se vielas
para me ver passar.
Continuei vagueando
em histórias...
perdidas no tempo.
Como se o vazio
do espaço quisesse encontrar.
.
 
Errante, escutava
esta nobre calçada...
Pejada de rumores
para sempre calados.
De saberes e graças boas
ou mal aventuradas...
Das gentes que outrora
a caminharam.
.
 
Calara-se a noite
para me ouvir pensar...
Abriram-se vielas
para me ver passar.
Errante, segui...
meus passos na noite.
Sobre esta calçada viva.
Sobre estas pedras...
que eram a minha própria vida.
.
 

Jorge Assunção
2004 / 04 / 17
In D'Alfange


publicado por Jorge dAlfange às 15:01
link do post | comentar | favorito
|

2 comentários:
De Jorge dAlfange a 5 de Junho de 2007 às 15:19
Melissa, agradeço sua visita e leitura ;)


De Melissa Yedda a 5 de Junho de 2007 às 01:46
Linda poesia.Cheia de melancolia. Um abraco!


Comentar post

.mais sobre os autores
.pesquisar
 
.Outubro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


.links
blogs SAPO
.subscrever feeds